13 de fevereiro de 2021

Celso Teixeira é apresentado no Murici, fala sobre desafio e diz: “A gente não muda, amadurece”

Conhecido pelo estilo explosivo, treinador vai comandar o Verdão no Alagoano e Copa do Brasil

O Murici recebeu na tarde desse sábado o técnico Celso Teixeira. Após dez anos, o treinador está de volta ao futebol alagoano.

Celso Teixeira chegou ao Murici nesse sábado — Foto: Jailson Colácio/Ascom Murici

Celso Teixeira chegou ao Murici nesse sábado — Foto: Jailson Colácio/Ascom Murici

Quem conhece, sabe bem que Celso tem uma personalidade forte, é explosivo. Com ele, não tem bola perdida. Celso Teixeira falou sobre o convite para comandar o Murici na sequência da temporada.

– Eu passei por aqui por Alagoas, faz tempo que passei, e acho que deixei um legado bom. Recebi o convite do Murici pra voltar a Alagoas, resolvi aceitar. Pelo contexto, é um clube sério, que cumpre com suas obrigações e tem intenção de fazer um grande Campeonato Alagoano. Eu sei que é difícil, pelas forças que aí se encontram, principalmente CSA e CRB, que sempre fazem investimentos altos…

“Mas a minha vida sempre foi para encarar desafios e aceitei mais esse.”

Celso disse que encarou mais um desafio em comandar o Murici — Foto: Jailson Colácio/Ascom Murici

Celso disse que encarou mais um desafio em comandar o Murici — Foto: Jailson Colácio/Ascom Murici

O tempo passou, mas Celso garante que o estilo aguerrido é o mesmo.

– A gente não muda, amadurece apenas. Tem atitudes, que às vezes, extrapola um pouquinho, mas a personalidade, o modo de encarar as coisas, o modo como eu vejo que tem que ser visto o futebol, a maneira como se trabalhar, isso tem que permanecer. É vender caro o resultado, mesmo que não seja a vitória. Respeitar os adversários, mas sempre buscar os nossos objetivos.

O técnico disse ainda como brigar frente às equipes mais tradicionais do futebol alagoano.

“A gente sabe que no futebol existe um favoritismo, mas quando o jogo começa não existe favoritismo nenhum.”

– Haja vista agora o Palmeiras, no Mundial. Então isso é coisa que vem desde o momento que comecei no futebol – afirmou, destacando as dificuldades da carreira.

– Se você analisar, nos times onde fui campeão, são times de menor expressão. Eu fui campeão com o Corinthians Alagoano, com o Potiguar de Mossoró, campeão no Itabaiana, eu fui campeão com equipes consideradas de médio a pequeno porte.

Celso Teixeira com o auxiliar e filho dele, Gabriel Teixeira — Foto: Jailson Colácio/Ascom Murici

Celso Teixeira com o auxiliar e filho dele, Gabriel Teixeira — Foto: Jailson Colácio/Ascom Murici

Celso destacou a qualidade do elenco do Murici e garantiu que entra no Alagoano de olho no título.

– Eu acho que a gente tem chance de ser campeão e esse é o meu pensamento. Eu conheço alguns jogadores que estão aí, que já defenderam grandes equipes, e vamos fazer um grande trabalho aí no Murici.

Fonte: G1 Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *